Classe 5: Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos - O que precisamos saber?.

 Classe 5 - Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos


Se a sua empresa faz manipulação de substâncias oxidantes de Classe 5, os cuidados com a saúde e segurança devem ser redobrados. Isso ocorre porque os oxidantes de classe 5, originados de produtos ou  resíduos, produzem oxigênio em suas reações químicas. Tais reações podem aumentar o risco de combustão e representar uma situação perigosa para os colaboradores, meio ambiente e ao seu redor, como ocorrido na cidade de Beirute em agosto de 2020.

Abaixo, exploraremos algumas das perguntas mais frequentes abordadas sobre o tema:

O que são substâncias oxidantes de classe 5?

Como eles devem ser tratados?

Como eles devem ser transportados?

O que são substâncias oxidantes de classe 5?

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)  adota um sistema de classificação que organiza materiais e produtos químicos perigosos em diferentes grupos, chamados de classes.

Conforme a ANTT, define-se: “Substâncias   (incluindo   misturas   e   soluções)   e   artigos   sujeitos   a   este Regulamento são alocados a uma das nove classes de acordo com o risco ou o mais sério dos riscos por eles apresentados. Algumas dessas classes são subdivididas em subclasses”

 Leia Também:

DESTINAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E TRANSPORTE CORRETO DOS PRODUTOS PERIGOSOS 

Exemplos de classes incluem explosivos, gases, sólidos inflamáveis e materiais radioativos. Os oxidantes da classe 5 são outro exemplo de classe de materiais perigosos que sua empresa pode estar manipulando.

A classe 5 - substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos: é dividida em duas subclasses: 

–Subclasse 5.1: Substâncias oxidantes;

–Subclasse 5.2: Peróxidos orgânicos.

Classe 5.1 As substâncias oxidantes -  não são necessariamente combustíveis. No entanto, ao produzir oxigênio, eles podem causar ou contribuir para a combustão de outro material. 

Exemplos de substâncias oxidantes da classe 5.1:

  • Nitrato de amônio

  • Nitrato de potássio

  • Clorato de potássio

  • Nitrato de Magnésio

  • Bromato de Sódio

Classe 5.2 Os peróxidos orgânicos - são substâncias que contêm a estrutura bivalente -O-O- e podem ser considerados derivados do peróxido de hidrogênio. Um ou ambos os átomos de hidrogênio foram substituídos por radicais orgânicos.

Peróxidos orgânicos são termicamente instáveis. Eles podem sofrer decomposição auto-acelerada e podem apresentar condições perigosas no local de trabalho, uma vez que:

  • São suscetíveis de decomposição explosiva

  • Queimam rapidamente

  • São sensíveis ao impacto ou fricção

  • Podem reagir perigosamente com outras substâncias

  • Podem causar danos aos olhos

Como eles devem ser manuseados?

Embora o oxigênio em si não seja necessariamente perigoso, a produção de oxigênio em altas concentrações é extremamente perigosa. No caso de um incêndio ou reação química, a presença de oxidantes pode levar à combustão maciça de um evento químico. 

Como os oxidantes são muito perigosos e reativos, eles precisam ser manuseados de uma maneira muito específica para preservar a segurança dos envolvidos com a movimentação e manipulação destes produtos, por isso é importante que:

No mínimo, usem os EPIs, que consistem em sapatos fechados, calças compridas, jaleco, óculos de segurança com proteções laterais ou óculos de proteção e luvas.

Procure informações específicas sobre a reatividade de produtos químicos, quando um procedimento exigir a mistura de um oxidante forte com um produto químico orgânico. A mistura pode resultar em uma reação violenta. 

Não devolva o excesso de produtos químicos ao seu recipiente original. A contaminação do material pode causar uma reação indesejada e perigosa. 

Como eles devem ser transportados?

O Transporte dos oxidantes deve ser feito separadamente dos materiais inflamáveis ou fáceis de queimar, como papel, gasolina ou madeira. Sele bem os oxidantes em recipientes duráveis, sem vazamentos e em embalagens homologadas atendendo a legislação vigente (ANTT 5232/2016).

Para o transporte dos oxidantes até as instalações de manuseio apropriadas, garanta que todos os requisitos desde a geração até a destinação final sejam atendidos, inclusive a embalagem que será envasada este material, que deve ser homologada pelo Inmetro para transporte terrestre ou homologado pela Marinha para o transporte marítimo (exportação). 

O transporte e armazenamento inadequado de produtos perigosos pode gerar riscos à saúde e ao meio ambiente, uma das formas mais comuns é não armazenar em embalagens homologadas e não rotular os resíduos. Todos os oxidantes de Classe 5 devem ser armazenados para atender às diretrizes federais impostas pelo Departamento de Transportes (ANTT 5232). O transporte de produtos perigosos deve atender às exigências prescritas para a classe ou subclasse apropriada, considerando os respectivos riscos e critérios de classificação.

No Brasil, as empresas devem seguir a legislação apropriada e em caso de descumprimento, poderão sofrer algumas penalizações conforme a resolução ANTT 5232(Antiga ANTT 420) : 

  • Ser multada;

  • Ter a carga apreendida;

  • Retenção de veículo;

  • Risco de prisão dos responsáveis;

  • Risco de perda do diploma do profissional responsável.

  • Em alguns casos, as atividades da empresa poderão ser paralisadas.

Como podemos perceber, o transporte de cargas perigosas exigem embalagens homologadas, uma série de cuidados e procedimentos especiais. Entendê-los de forma adequada vai tornar todo o trabalho mais seguro, além de evitar potenciais problemas para sua empresa.

___________ //__________

Obrigado por ler o nosso blog! Quer saber sobre nossas embalagens para produtos perigosos? Que tal conversar com um de nossos especialistas e ver qual o mais adequado para a sua empresa. Preencha o formulário abaixo que entraremos em contato com você!

 

Tags: Produtos perigosos, nitrato de amônio, substâncias classe 5, big bag para produtos perigosos.